Início ENTREVISTA Marcondes Rodrigues – MR Tuner

Marcondes Rodrigues – MR Tuner

COMPARTILHAR

Conheça um pouco mais sobre o Tuner Marcondes Rodrigues, 29, de Canoas/RS e os desafios sobre o seu trabalho, cada vez mais requisitado e indispensável para os carros de alta performance e competições

Como começou seu contato com carros preparados? Já iniciou pelos carros preparados?
Basicamente, através da Fueltech, já no meu primeiro ano de empresa 2010 fui no Festival em Curitiba, e dai em diante a coisa foi crescendo!
Mas comecei instalando uma FT200 em meu gol 1.6 Mi original que foi meu laboratório e onde comecei efetivamente a me envolver com a eletrônica automotiva e aos finais de semana viajava com alguns amigos para acompanhar acerto de carros em dinamômetro.

Quais os trabalhos que você presta para as equipes que você dá assessoria?
Hoje faço serviços desde instalação de injeção eletrônica, mapeamento de motores em dinamômetro, acompanhamento de equipes em provas e treinos, assessoramento em desenvolvimento de projetos e também como tuner em vários carros pelo Brasil todo.

Quais os principais pontos que devem ser destacados para que uma equipe/oficina procure um tuner e também responsável por toda eletrônica do carro?
Acho que hoje o principal motivo é buscar o melhor resultado para o carro/cliente, às vezes não é tão fácil nem tão rápido que estes resultados aparecem, mas acho que o mais importante seria um mecânico/preparador ter em mente que o Tuner hoje esta do lado dele, nem à frente, nem atrás. Temos um grande “defeito” nesta modalidade que é o EGO, hoje uma equipe que trabalha unida e não tem vaidade certamente ela andará na frente, e sempre irá brigar por vitórias e recordes.

Além de um aspecto visual mais limpo e organizado no cofre do motor e interior do carro, como uma boa instalação elétrica influência no desempenho do carro?
Com toda a certeza, como falamos, hoje é muito fácil fazer um chicote bonito e bem acabado, mas um chicote com materiais de boa qualidade, e todos os fios, e componentes eletrônicos devem ser bem pensados e dimensionados para o máximo rendimento.

Além de uma elétrica bem dimensionada, garante que não haverá dores de cabeça para o cliente/equipe, sem contar que hoje uma elétrica de um carro de corrida não custa 10% do valor de equipamentos, então sempre lembro que um serviço bem feito, é economia de tempo e certeza de não ter dor de cabeça.

Quais os principais carros e equipes você presta sua assessoria?
Hoje trabalho com mais de 20 carros por todo o país, desde o RS até MA, mas as principais, e com resultados mais significativos são:

Injetech – Ford KA DS 288 – Carro montado aspirado mais rápido do mundo

333 MotorSport – DTAlight 333, DTA 233, o 333 hoje é o quadrado mais rápido do Brasil, e o 233 o Dianteira Turbo A 8v mais rápido do País também

Viola Motorsports – Com 3 carros, DTB 81, DTB 714, ST87

E para finalizar, quais os desafios como tuner em fazer um carro baixar tempo de pista?  E de se conseguir mais potência?
Acho que hoje o maior desafio, é coletar dados e tentar montar o quebra cabeça da oscilação das pistas que temos, porque elas não são constantes, certamente esse é o maior desafio, não só meu, mas de todos Tuner pelo país.

DEIXE UMA RESPOSTA